12 Horas de Tarumã Salva Craft Beer: Vitória do esporte

As 12 Horas de Tarumã Salva Craft Beer será inesquecível por alguns aspectos. O primeiro é o fato de poder ser considerada talvez uma das mais difíceis edições da corrida. Alto índice de acidentes provocaram a incessante intervenção do Safety Car durante toda a madrugada e alijou times fortíssimos da disputa pela vitória. Além dos percalços, o forte calor também foi mais um item a aumentar as dificuldades enfrentadas pelas 32 equipes inscritas na corrida.

Alguns times se destacaram desde o início da corrida, como o time pole-position, formado por Ike Ramos, Fernando Doval Jr e Eduardo e Alexandre Buneder que lideraram por boa parte da madrugada a bordo do Celta #819. O time de Fabiano Cardoso, Thiago Tambasco e Maicon Roncen (Celta #416), Bernardo Cardoso e Kleber Electric (Classic #77), Thiago Messias, Carlos Erwig e Nicolas Dallagnol (Corsa #11), Paulo Preto e Guto Rotta (Celta #3) e o time vencedor de 2019, de Choka Sirtuli, Jonas Simon , Juliano Fantim e Leonardo Flores (Onix #8) se alternaram na liderança.

Quando a vitória do time de Preto/ Rotta parecia consolidada o inimaginável começou a acontecer. Depois de perder toda a vantagem que vinha mantendo sobre o segundo e terceiro colocados, Fabiano Cardoso a bordo do Celta #461 e Gustavo Ribeiro a bordo do Onix #7 respectivamente, Paulo Preto (Celta #3) se viu lutando pela vitória. Fabiano em uma reação nas últimas duas voltas chega no Celta #3 e torna a diferença praticamente igual a zero. Na última curva os carros entram com pára-choque no pára-choque na curva um, o toque, inevitável em uma curva realizada a cerca de 150 km/h acontece. O carro de Paulo Preto se desequilibra e quase roda, Fabiano parte para a liderança e recebe a bandeirada em primeiro lugar. Os carros param. Fabiano sobe na direção de prova e admite o erro e o toque. Afirma que a vitória é de Paulo Preto e pede publicamente desculpas ao amigo. A vitória é consagradora para a equipe XTreme do Celta #3, deixando a segunda posição pra o time do Onix #7 de Gustavo Ribeiro, Kaki Andrade e Claitão Salcedo. Porém o maior vencedor é o esporte. Em uma corrida tão dura e disputada como a edição 2020 das 12 Horas de Tarumã Salva Craft Beer este desfecho prova que o esporte nos dá lições de valor e honestidade e forja campeões.

Todos são vencedores, todos os presentes em Tarumã viram a maior prova de integridade que um desportista pode ter, reconhecer seu erro, mesmo que isto tenha custado o título de uma vida. Parabéns aos vencedores Paulo Preto e Guto Rota, os vencedores da 40ª edição das 12 Horas, Parabéns ao time de Gustavo Ribeiro, Kaki Andrade e Claitão Salcedo, pelo segundo posto, mas parabéns também ao time terceiro colocado, o time de Fabiano Cardoso com Maicon Roncen e Thiago Tambasco, pelo desempenho e honra. O pódio teve a presença do secretário de esportes do governo do estado do Rio Grande do Sul, Sr. Francisco Vargas, acompanhado da secretária adjunta do esporte e lazer, Sra. Alexandra Palkewich que fizeram a entrega simbólica da premiação aos grandes vencedores.

Agora é só conferir, se perdeu, toda a prova está no canal oficial das 12 Horas de Tarumã no Youtube São 8 horas de programação!

As 12 Horas de Tarumã tiveram o patrocínio de Salva Craft Beer, ABRO Lubrificantes, Digal/ Dunlop Pneus, Xtreme Motorsports, Viemar Automotive, Toni Racing Parts,Plus Veículos, SUECA Rolamentos, Citron Autopeças, Pedro Pneus, Hardware e Auto Avaliar.

Fonte: Assessoria de imprensa de Tarumã

Fotos: Dudu e Fábio Leal

Compartilhe já:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *